quinta-feira, 25 de maio de 2017

Noelly, a policial.

Esta é Noelly, a mãe de Nelly. Porém, antes de deixar todo o seu legado, ela fez muito pelos outros e para sí mesma.
Sempre amou a carreira de policial e é claro, quando chegou na maioridade entrou sem pensar duas vezes.
Noelly, na época, ainda vivia com seus pais e seu irmão, mas a história deles fica para um próximo spin-off. :P

 Como policial, ela tinha que resolver confusões, fazer patrulha e várias outras coisas que policias fazem. E a de hoje foi uma confusão entre três moradores de um pequeno condomínio.

Moradora: Pelo amor de Deus!! Vocês dois são uns idiotas! Não sabem nem manobrar a merda de um carro! Não deveriam nem ter tirado a carta de motorista!
Morador 1: Você é muito ignorante, eu dei seta antes de entrar com meu carro!
Morador 2: Vocês dois vão ter que dividir a merda do conserto do meu carro, seus idiotas!
É claro que a patrulha serviu para pegarem no momento certo a briga entre eles. Noelly estacionou a viatura e as três desceram do carro e observaram um pouco antes de se aproximarem e ver melhor o que estava acontecendo.
Jennifer(Loirinha): Odeio briga de condomínio. - Murmurou, toda receosa.
Franchesca: Eu quero é descer o safarro nesses espertões. -  Enquanto dizia, estralou seus dedos franzindo as sobrancelhas enquanto os observava.
Noelly: Pelo amor, garotas, é só averiguar a situação, pegar o depoimento e pedir com gentileza que vão para uma delegacia. - Suspirou.

 Já que Noelly comandava a dupla deu as seguintes ordens:
Noelly: Jennifer, você vem comigo para perguntar e pegar depoimento deles e Franchesca, você vai averiguar os carros.
Franchesca: Por que justo eu?! - Bufou.
Noelly: Porque você é estouradinha e eu não tô afim de servir de testemunha para suas atitudes impulsivas. - Disse séria.

Conforme o trio se aproximou, eles iam ficando cada vez mais quietos e é claro, com medo de tomar bronca.

Jennifer: Boa tarde, senhores. Posso saber o que está acontecendo aqui? - Perguntou séria.
Moradora: Olá. Batemos nossos carros, como pode ver... - Disse constrangida.
Morador 1: Eu avisei! - Gritou nervoso.
Morador 2: Eles são dois babacas que não respeitam nem um carro estacionado!!!

 Franchesca foi lá fazer o que lhe foi pedido, averigou os carros, tirou algumas fotos e fez anotações.

 Jennifer: Então quer dizer que você acelerou no carro que estava estacionado?
Morador 1: É claro! A outra lá não me deu espaço! - Continuou com seu tom bravo.

Noelly: Entendi, senhorita. Na próxima, uma ré ajudaria!
Moradora: Na próxima também espero que eles me deem espaço!
Noelly: Os três serão levados para uma delegacia, ok?
Moradora: Por mim tudo bem.

E assim, a conversa entre eles seguiu.

Morador 2: Você realmente acha que vai me levar para a delegacia? - Riu de forma debochada. - Por favor, hein.
Noelly: São as regras, aconteceu um pequeno acidente, a sorte de vocês é que ninguém saiu ferido.
Morador 2: A sorte nossa seria se vocês não tivessem aparecido, policialzinha! - Continuou debochando.

Noelly: O senhor será preso temporariamente por abuso de autoridade, isso não se faz. - Disse séria e de cara fechada.
Morador 2: O meu carro é que sofre mais e eu que vou preso! Que demais! - Ironizou.
Noelly: Vai preso por falta de educação. Aprenda a respeitar mais, senhor.

Noelly também prendia assaltantes, no mesmo dia, acontecia um roubo na casa dos Caixão.

Os assaltantes invadiam a casa da família, a sorte deles é que estavam brincando no andar de cima com a pequena Cassandra, assim os fazendo pensar que a casa estava sem ninguém.

Assaltante 1: Vê o quarto do casal enquanto eu dou uma olhada aqui na sala. - Cochichou.
Assaltante 2: Podexá, parceiro. Fica de olho para ver se não tem ninguém nos fundos. - Ela falava cochichando também, enquanto ia na ponta dos pés para o quarto do casal.

Percebendo a movimentação e ouvindo os cochichos em sua casa, Vladmir Caixão ligou correndo para os policiais, enquanto Laura acalmava Cassandra, ao fundo.

Vladmir, cochichando: Alô, polícia? Tem alguns ladrões em minha casa... E eu não sei o que fazer.
Policial: Alô! Fiquem em um local seguro e não façam barulho, vamos mandar as policiais mais próximas para aí!
Vladmir: Ok, muito obrigada, estaremos na espera! - Cochichou, com um certo desespero.

Na rua da casa dos Caixão já era possível ouvir a viatura que se aproximava, graças as altas sirenes que tinha.

Os três ficaram sentados no chão ao lado da cama e tentavam não fazer barulho, também torciam para nenhum assaltante inventar de subir as escadas e encontra-los lá.

Assaltante 2: Caramba, parceiro! Cê não tinha ido checar as escadas não?! - Gritou, brava.
Assaltante 1: Agora esquece as escadas, vamos nos esconder aqui em baixo mesmo! Provável que eles vão entrar por lá!
Assaltante 2: Grande idéia a sua de não trazer armas! Grande idéia!

Noelly e Jennifer corriam para dentro da casa, já armadas, temendo o pior.

Noelly já entrou apontando a arma nas portas, checou o quarto do casal e pediu para Jennifer cobri-la, enquanto isso.

Noelly ficou cuidando da porta que dava a cozinha enquanto Jennifer subia no segundo andar e lá encontrou os Caixão, assim, ela desceu de novo e se prepararam para encontrar os assaltantes na cozinha.

Noelly: Apareçam de mãos para cima! - Gritou, enquanto ia entrando bem devagar.
Assaltante 1: Eu vou me render! - Cochichou.
Assaltante 2: Cê é idiota, meu? Podemos correr! - Também cochichou.
Assaltante 1: Corra você!- Após isso, disse em voz altas - Eu me rendo!
Noelly: Mantenha as mãos para cima enquanto entramos, se é que você se rende! - Disse séria.

Assim que as duas entraram a assaltante saiu correndo enquanto o outro se rendia. Noelly correu atrás da assaltante que não foi muito longe, já que ela(Noelly) havia puxado sua blusa a fazendo cair para trás, lá na cozinha mesmo.

 As policiais prenderam os assaltantes e os levaram para a viatura, Jennifer ficou lá cuidando deles enquanto Noelly ia falar com os Caixão e avisar que agora estavam seguros.

Noelly: Obrigada por confiar no nosso trabalho, senhor Caixão! Tenham uma boa noite!
Vladmir: Obrigado vocês por terem vindo! Salvou nossas vidas!

Policiais e bombeiros também são alvos de muitos trotes. Uma turma estava fazendo churrasco em um local comunitário e por diversão, mandou trote para alguns bombeiros e para os policiais, também.

Noelly, por ser muito precavida, foi lá averiguar do mesmo jeito, mesmo sendo avisada que era um possível trote.

Ela se aproximou sem dizer nada e foi conversar com o primeiro bombeiro que viu.

Noelly: Bom dia, bombeiro! Foi trote mesmo?!
Nataniel: Bom dia, policial! Foi sim, você acredita? - Disse de forma simpática. - Os três espertões ai estão bêbados, e uma levantadinha de fogo que a churrasqueira deu, nos chamaram.
Noelly: Caraca, povinho sem noção. - Resmungou. - Você não me é estranho...
Nataniel: Ah, você deve me conhecer por causa dos meus pais, a Junne e o Jeto, não é?
Noelly: Isso mesmo! Te invejava muito, quando eu era menor! - Brincou.

Nataniel: Imagino! - Deu risada. - Como é seu nome, senhorita?
Noelly: Meu nome é Noelly. - Falou sorrindo. - Noelly Fernandez, e o seu é Nataniel, né?
Nataniel: Isso mesmo!
Noelly: E a tua irmã, ainda tá famosa lá na divisa? Amava assistir os filmes dela...
Nataniel: Minha irmã... - Suspirou, um pouco triste. - Ela está sofrendo muita ameaça de outros atores, por causa da fama, mas ela mesma disse que não iria parar de atuar...
Noellly: Poxa, espero que ela se toque... - Disse chateada. - Se precisarem de segurança, estou aqui! - brincou.
Nataniel: Melhor você nem mexer com isso. - Deu uma risadinha sem graça. - A galera lá tem contato com um povo da pesada, nem eu tento me envolver nessas coisas....
Noelly: Caramba... -Disse chateada. - Então eu só espero que ela saia logo disso....
Nataniel: Eu também. Mas vamos falar de coisa boa?!

Conversa vai, conversa vem e chega a hora da despedida dos dois.

Bombeira: Ê Nathy, vamos! - Atrapalhou o papo dos dois. - O pessoal nos espera!
Nataniel: Já vou, colega! Deixa eu terminar a conversa aqui!
Bombeira: É sua namorada? - Zoou. - Tudo bem, estamos te esperando lá dentro.
Nataniel apenas sorriu, mas no fundo, pensou: "Quem dera se fosse..."

Nataniel, então, segurou a mão de Noelly e cochichou em seu ouvido: "Podemos sair amanhã? Estarei de folga."
Noelly, é claro que respondeu: "Podemos, minha folga também é amanhã! Me passa seu telefone!?"

Depois da troca de número, Nataniel abraçou Noelly, de despedida.
Nataniel: Então, até amanhã!
Noelly: Até!

Noelly ficou lá observando até eles irem embora, com um sorrisinho bem bobo no rosto.

 E após a ida deles, ficou lá pensando consigo mesma: "Será que eu, euzinha, Noelly Fernandez vou me interessar por alguém? E esse alguém ser meu xará de sobrenome? Ai que sonho esse rapaz... Espero que amanhã seja tudo de bom..."

E o resto, bom, é claro que vocês conhecem, Noelly e Nataniel se apaixonaram e assim tiveram um firme e longo namoro que no fim acabou resultando em casamento, após o nascimento da segunda filha do casal.
Esse foi um pouco de como era a vida de Noelly antes de tudo ganhar um novo rumo e novos planos.

FIM.

6 comentários:

  1. Ameiiii conhecer a mãe de Nelly! Ela puxou a mãe mesmo, hein! Lindo demais a Noelly e o Nataniel! Amei como eles se conheceram! E quanto trabalho um policial faz, né? Por isso devem ser sempre valorizados! S2 Muito bom, Deni!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxou sim!!! :D principalmente na aparência ❤
      Os dois são uns fofos juntos <3
      E tem mesmo, viu! Passam por cada uma!
      Muito obrigada por ter lido e pelo comentário! ❤

      Excluir
  2. AMEI MUITO AAAAAAAA NOELLY BEM DURONA. #GIRLPOWER

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nelly puxou isso da mãe! <3
      #Girlpower sempre AAAAAAAA

      Excluir
  3. Amei conhecer Noelly e sua história!!!
    E amei também a reprodução da casa dos Caixão de TS1!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que amoooooou! ❤
      Essa casa é de Old Town! :D

      Excluir